Blog — 29 março 2019
  • Conhecer o máximo possível o aluno. Saber suas habilidades e dificuldades.
  • Montar um Programa Educacional personalizado.
  • Garantir a adaptação curricular e avaliação diferenciada.
  • Comece organizando o Programa, faça uma avaliação informal do seu aluno.
  • Busque saber qual o nível de aprendizagem dele.

Como fazer isso?

Ofereça atividades segundo a faixa-etária e o ano escolar, caso ele consiga desenvolver você sabe que ele pode realizar as atividades de acordo com aquele nível. Caso ele não consiga, escolha atividades de um nível anterior, e assim sucessivamente até que você encontre atividades que ele seja capaz de desenvolver.

Caso seu aluno seja muito comprometido você pode escolher atividades de conceitos básicos:

  • Classificação.
  • Organização.
  • Pareamento
  • Embutidos
  • Vocabulário.
  • Pequenos circuitos psicomotores…

Talvez você precisa iniciar com ajuda física para que seu aluno entenda e saiba o que você deseja que ele faça.

No próximo artigo falaremos sobre a organização da rotina e do ambiente.

 

Abraços

Marisa Mello

Especialista em Neuropsicopedagogia, Mestranda em Educação Especial Pela Universidade Fernando Pessoa PORTO-PORTUGAL

 

Você pode conseguir maiores informações pelo WhatsApp: 49- 984150769.

Share

About Author

Janara da Silva

(0) Readers Comments

Comments are closed.